Todas as Dicas

Notícias e Eventos

31 Jan 11 - Novo site Reação
A Reação Técnica no intuito de melhor atender e se modernizar para o m...

picture

Nossos Parceiros

Vídeos e Fotos

Gerador Enerzidado Protetor Hidrorepelente
Veja neste vídeo a eficácia dos produtos da Reação em processos de Manutenção Industrial.

 

Saneantes

picture Conheça as aplicações e quais cuidados o profissional de limpeza deve adotar ao manusear esses produtos nos processos de uso profissional.

Para abordar este assunto, a diretoria da Câmara de Químicos da Abralimp preparou um material especial. O químico Miguel Sinkunas, explicou as principais características dos saneantes, como deve ser feita a aplicação, como manusear, quais produtos são os melhores para serem utilizados, etc. Confira todos esses tópicos no texto abaixo.

Qual o melhor produto para se usar?
É o produto que vem de um fabricante idôneo, que possui regularização. Isto revela que algumas etapas de pré-avaliação já foram feitas, ou seja, garante aos consumidores confiança de que sua composição foi considerada apta para o manuseio. Os testes de eficiência, quando necessários, foram executados e foram produzidos dentro de BPF (Boas Práticas de Fabricação), garantindo sua qualidade. É aquele produto que cumpre, ao menor custo e com maior garantia, as finalidades propostas.

Como avaliar a idoneidade da empresa e seus produtos?

1) Através da avaliação da documentação oferecida. Lembre-se que é obrigação do fabricante/distribuidor, quando solicitado, fornecer os dados. Porém, não se esqueça que é sobre a empresa usuária que cabe a responsabilidade quanto à segurança e saúde de seus funcionários, bem como o compromisso eco-ambiental na aplicação dos produtos.

2) Faça seus próprios testes de eficiência. Normalmente esta etapa é muito difícil, pois depende mais de um julgamento sensorial. Procure fazer a análise mais perfeita possível, usando critérios apropriados. Por exemplo, ao avaliar o resultado de uma limpeza, certifique-se de que realmente limpou e não apenas clareou a superfície. Caso tenha outro produto, faça sua aplicação em paralelo e na mesma condição. Isso pode lhe possibilitar melhor julgamento. Às vezes, após a aplicação, pode-se esfregar um papel ou tecido branco para verificar algum nível de resíduos. Lembre-se que se você está aplicando algo profissionalmente e seus resultados, invariavelmente poderão ser a razão de seu sucesso ou fracasso no mercado!

3) Ao avaliar produtos de acabamento, como no caso de impermeabilização de pisos, não observe somente o resultado imediato, observe-os a médio e longo prazo.

4) Verique e compare o custobenefício e não o preço da unidade.
Um produto de custo unitário muito baixo pode ser o mais “caro”, se este não atender a suas necessidades. Após constatar os resultados positivos, vale examinar também as maiores diluições com resultados satisfatórios.

5) Tenha certeza que o produto comprado será entregue de forma correta.
Exija como garantia especificações e certicados por escrito.

6) Mantenha seus registros de testes e de processos bem definidos para comparação futura.

7) Finalmente, certique-se que obterá do fabricante/distribuidor uma assistência técnica profissional, consistente e presente, que o auxiliará no futuro, inclusive com sugestões e processos que poderão aumentar sua produtividade, melhorar os resultados e reduzir os custos.